quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Fomos ao Caramulo

Há muito, muito tempo, era eu uma criança... Lá lá lá... Pronto, ok, não foi nada há muito tempo, foi no Inverno passado, por altura do Natal. Fui ao Caramulo, mais propriamente ao Museu e pensei logo que tinha de lá levar o Júlio.
Gosto muito de dar prendas e perco algum tempo à procura do presente certo, aquele que sei que a pessoa vai adorar. Tinha encontrado a prenda certa para uma pessoa tão absolutamente fã de carros! Portanto, quando ele fez anos mandei-lhe um bilhetinho, uma espécie de cheque-oferta (a ver na foto), valendo, exactamente, uma ida ao Caramulo.
Finalmente tivemos a oportunidade de fazer o tal passeio e foi um dia bem divertido. Depois de curvas e mais curvas lá chegámos ao destino. A terrinha é pequena mas simpática. Almoçámos e depois ala para o museu. E era ver o sr. Júlio de olhinhos a brilhar perante tantos exemplares automóveis. Diga-se de passagem que eu, por outro lado, parecia um boi a olhar para um palácio, mas só de o ver tão contente valia a pena. Isso e ouvi-lo dizer as marcas e modelos sem precisar de ler a plaquinha explicativa.
Talvez houvesse mais a dizer sobre este dia; deixo-lhe (a ele) a responsabilidade de acrescentar algo, se desejar. Quanto a mim, digo que foi um passeio que valeu muito a pena!

4 comentários:

Me Hate disse...

Gosto do branquinho!

j disse...

ah, quero ver o resto do livro de vales =P

Júlio disse...

Me Hate: É dos meus preferidos nesse museu. É português ainda por cima... e o branco dizem que se recomenda actualmente. Numa das revistas que ofereciam com o bilhete, na análise a um BMW os jornalistas diziam estar fartos que as marcas enviem muitos carros brancos...

j: AHAHAHAHAHHA
Também quero ver!
Sophs, manda lá o resto dos vales a ver o que há para aí à minha espera. :D

isa disse...

ai esses carrinhos antigos :) gosto!